Leitura original

A Essência

A base dos ensinamentos.

Didaque

Instrução do Senhor para as nações segundo os Doze Apóstolos

O Didaque é um documento cristão do primeiro século, escrito entre 60 e 90 d.C.
Semelhante a uma parte da Epístola de Barnabé, seus 6 primeiros capítulos formam um verdadeiro manual que ensina como se tornar um justo aos olhos de Deus:

Capitulo I

1Existem dois caminhos: o caminho da vida e o caminho da morte. Há uma grande diferença entre os dois.
2Este é o caminho da vida: primeiro, ame a Deus que o criou; segundo, ame a seu próximo como a si mesmo. Não faça ao outro aquilo que você não quer que façam a você.
3Este é o ensinamento derivado dessas palavras: bendiga aqueles que o amaldiçoam, reze por seus inimigos e jejue por aqueles que o perseguem. Ora, se você ama aqueles que o amam, que graça você merece? Os pagãos também não fazem o mesmo? Quanto a você, ame aqueles que o odeiam e assim você não terá nenhum inimigo.
4Não se deixe levar pelo instinto. Se alguém lhe bofeteia na face direita, ofereça-lhe também a outra face e assim você será perfeito. Se alguém o obriga a acompanhá-lo por um quilometro, acompanhe-o por dois. Se alguém lhe tira o manto, ofereça-lhe também a túnica. Se alguém toma alguma coisa que lhe pertence, não a peça de volta porque não é direito.
5Dê a quem lhe pede e não peças de volta pois o Pai quer que os seus bens sejam dados a todos. Bem-aventurado aquele que dá conforme o mandamento pois será considerado inocente. Ai daquele que recebe: se pede por estar necessitado, será considerado inocente; mas se recebeu sem necessidade, prestará contas do motivo e da finalidade. Será posto na prisão e será interrogado sobre o que fez... e daí não sairá até que devolva o último centavo.
6Sobre isso também foi dito: que a sua esmola fique suando nas suas mãos até que você saiba para quem a está dando.

Capitulo II

1O segundo mandamento da instrução é:
2Não mate, não cometa adultério, não corrompa os jovens, não fornique, não roube, não pratique a magia nem a feitiçaria. Não mate a criança no seio de sua mãe e nem depois que ela tenha nascido.
3Não cobice os bens alheios, não cometa falso juramento, nem preste falso testemunho, não seja maldoso, nem vingativo.
4Não tenha duplo pensamento ou linguajar pois o duplo sentido é armadilha fatal.
5A sua palavra não deve ser em vão, mas comprovada na prática.
6Não seja avarento, nem ladrão, nem fingido, nem malicioso, nem soberbo. Não planeje o mal contra o seu próximo.
7Não odeie a ninguém, mas corrija alguns, reze por outros e ame ainda aos outros, mais até do que a si mesmo.

Capitulo III

1Filho, procure evitar tudo aquilo que é mau e tudo que se parece com o mal.
2Não seja colérico porque a ira conduz à morte. Não seja ciumento também, nem briguento ou violento, pois o homicídio nasce de todas essas coisas.
3Filho, não cobice as mulheres pois a cobiça leva à fornicação. Evite falar palavras obscenas e olhar maliciosamente já que os adultérios surgem dessas coisas.
4Filho, não se aproxime da adivinhação porque ela leva à idolatria. Não pratique encantamentos, astrologia ou purificações, nem queira ver ou ouvir sobre isso, pois disso tudo nasce a idolatria.
5Filho, não seja mentiroso pois a mentira leva ao roubo. Não persiga o dinheiro nem cobice a fama porque os roubos nascem dessas coisas.
6Filho, não fale demais pois falar muito leva à blasfêmia. Não seja insolente, nem tenha mente perversa porque as blasfêmias nascem dessas coisas.
7Seja manso pois os mansos herdarão a terra.
8Seja paciente, misericordioso, sem maldade, tranquilo e bondoso. Respeite sempre as palavras que você escutou.
9Não louve a si mesmo, nem se entrege à insolência. Não se junte com os poderosos, mas aproxima dos justos e pobres.
10Aceite tudo o que acontece contigo como coisa boa e saiba que nada acontece sem a permissão de Deus.

Capitulo IV

1Filho, lembre-se dia e noite daquele que prega a Palavra de Deus para você. Honre-o como se fosse o próprio Senhor, pois Ele está presente onde a soberania do Senhor é anunciada.
2Procure estar todos os dias na companhia dos fiéis para encontrar forças em suas palavras.
3Não provoque divisão. Ao contrário, reconcilia aqueles que brigam entre si. Julgue de forma justa e corrija as culpas sem distinguir as pessoas.
4Não hesite sobre o que vai acontecer.
5Não te pareças com aqueles que dão a mão quando precisam e a retiram quando devem dar.
6Se o trabalho de suas mãos te rendem algo, as ofereça como reparação pelos seus pecados.
7Não hesite em dar, nem dê reclamando porque, na verdade, você sabe quem realmente pagou sua recompensa.
8Não rejeite o necessitado. Compartilhe tudo com seu irmão e não diga que as coisas são apenas suas. Se vocês estão unidos nas coisas imortais, tanto mais estarão nas coisas perecíveis.
9Não se descuide de seu filho ou filha. Muito pelo contrário, desde a infância instrua-os a temer a Deus.
10Não dê ordens com rudeza ao seu escravo[empregado] ou escrava[empregada] pois eles também esperam no mesmo Deus que você; assim, não perderão o temor de Deus, que está acima de todos. Certamente Ele não virá chamar a pessoa pela aparência, mas somente aqueles que foram preparados pelo Espírito.
11Quanto a vocês, escravos[empregados], obedeçam aos seus senhores, com todo o respeito e reverência, como à própria imagem de Deus.
12Deteste toda a hipocrisia e tudo aquilo que não agrada o Senhor.
13Não viole os mandamentos do Senhor. Guarde tudo aquilo que você recebeu: não acrescente ou retire nada.
14Confesse seus pecados na reunião dos fiéis e não comece a orar estando com má consciência. Este é o caminho da vida.

Capitulo V

1Este é o caminho da morte: primeiro, é mau e cheio de maldições - homicídios, adultérios, paixões, fornicações, roubos, idolatria, magias, feitiçarias, rapinas, falsos testemunhos, hipocrisias, coração com duplo sentido, fraudes, orgulho, maldades, arrogância, avareza, palavras obscenas, ciúmes, insolência, altivez, ostentação e falta de temor de Deus.
2Nesse caminho trilham os perseguidores dos justos, os inimigos da verdade, os amantes da mentira, os ignorantes da justiça, os que não desejam o bem nem o justo julgamento, os que não praticam o bem mas o mal. A calma e a paciência estão longe deles. Estes amam as coisas vãs, são ávidos por recompensas, não se compadecem com os pobres, não se importam com os perseguidos, não reconhecem o Criador. São também assassinos de crianças, corruptores da imagem de Deus, desprezam os necessitados, oprimem os aflitos, defendem os ricos, julgam injustamente os pobres e, finalmente, são pecadores consumados. Filho, afaste-se disso tudo.

Capitulo VI

1Fique atento para que ninguém o afaste do caminho da instrução, pois quem faz isso ensina coisas que não pertencem a Deus.
2Você será perfeito se conseguir carregar todo o jugo do Senhor. Se isso não for possível, faça o que puder.
3A respeito da comida, observe o que puder. Não coma nada do que é sacrificado aos ídolos pois esse culto é destinado a deuses mortos.

As Boas Novas

[?] ordem original

Começou Jesus, o Messias, a pregar e a dizer:

[0]Arrependa-se e volte a prática das Lei de Deus em vossas vidas, porque é oferecido vir o Reino dos Céus.

[29] Em verdade, verdadeiramente eu te digo que, se alguém não nascer de novo, não pode ver o reino de Deus.

Em verdade, verdadeiramente eu te digo que, se alguém não nascer da água e do Espírito, não pode entrar no reino de Deus.

O que é nascido da carne é carne, o que é nascido do Espírito é espírito.
O vento sopra onde quer, e ouves a sua voz; mas não sabes de onde vem, nem para onde vai; assim é todo aquele que é nascido do espírito.

[1]Benditos os humildes de espírito, porque deles é o Reino dos Céus.
Benditos os que choram, porque eles serão consolados.
Benditos os mansos, porque eles herdarão a terra.
Benditos os que têm fome e sede de justiça porque eles serão fartos.
Benditos os misericordiosos, porque eles alcançarão misericórdia.
Benditos os limpos de coração, porque eles verão ao Deus.
Benditos os pacificadores, porque eles serão chamados filhos do Deus.
Benditos os que são perseguidos por causa da justiça, porque deles é o Reino dos Céus.
Benditos sois vós, quando vos injuriarem e perseguirem e mentindo, disserem todo mal contra vós por minha causa.
Alegrai-vos e exultai, porque é grande a vossa recompensa nos céus. Porque assim perseguiram aos profetas que foram antes de vós.

[2]Vós sois o sal da terra. Mas se o sal se tornar insípido, com que se há de restaurar-lhe o sabor? Para nada mais presta, senão para ser lançado fora, e ser pisado pelos homens.
Vós sois a luz do mundo. Não se pode esconder uma cidade situada sobre um monte, nem os que acendem uma lâmpada a colocam debaixo do alqueire, mas no velador, e assim ilumina a todos que estão na casa.
Assim resplandeça a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras, e glorifiquem ao vosso Pai, que está nos céus.

[14]A lâmpada do corpo são os olhos, de modo que, se os teus olhos forem bons, todo teu corpo terá luz. Se, porém, os teus olhos forem maus, o teu corpo será tenebroso. Se, portanto, a luz que em ti há são trevas, quão grandes são tais trevas!

[30] Do que há em abundância no coração, disso fala a boca. O homem bom, do seu bom tesouro tira coisas boas, e o homem mau do mau tesouro tira coisas más.

[31]Porque do coração vêm os maus pensamentos, homicídios, adultérios, prostituição, furtos, falsos testemunhos e blasfêmias. São estas as coisas que contaminam o homem.

[17]E por que vês o cisco no olho do teu irmão, e não reparas na trave que está no teu olho? Ou como dirás a teu irmão: Deixa-me tirar o cisco do teu olho, quando tens a trave no teu?
Hipócrita! tira primeiro a trave do teu olho, e então verás bem para tirar o cisco do olho do teu irmão.

[16]Não julgueis, para que não sejais julgados. Não condeneis para que não sejais condenados. Porque com o juízo com que julgais, sereis julgados. E com a medida com que medis vos medirão a vós.

[27]Vinde, benditos de meu Pai. Possuí por herança o Reino que vos está preparado desde a fundação do mundo. Porque tive fome e me destes de comer, tive sede e me destes de beber, era um estranho e me acolhestes, estava nu e me vestistes, adoeci e me visitastes, estava na prisão e fostes ver-me.
[...] Verdadeiramente eu vos digo que, sempre que o fizestes a um destes meus irmãos, mesmo dos mais pequeninos, a mim o fizestes.

[22]Portanto, tudo o que vós quereis que os homens vos façam, fazei vós também a eles, porque esta é a Lei de Deus e os profetas.

[3]Não penseis que vim abolir a Lei de Deus ou os profetas. Não vim para abolir, mas para torná-los plenos.
Verdadeiramente vos digo que, até que o céu e a terra passem, de modo nenhum passará da Lei de Deus uma só das menores letras, ou um só traço, até que tudo seja cumprido.
Qualquer, pois, que violar um destes mandamentos, por menor que seja, e assim ensinar aos homens, será chamado o menor no Reino dos Céus.
Aquele, porém, que os cumprir e ensinar será chamado grande no Reino dos Céus.
Pois eu vos digo que, se a vossa justiça não exceder a dos escribas e fariseus, de modo nenhum entrareis no Reino dos Céus.

[4]Ouvistes que foi dito aos antigos: Não matarás. E quem matar será réu de juízo.
Eu vos digo ainda que todo aquele que se enfurecer contra seu irmão, será réu de juízo. E quem disser a seu irmão: “Cuspo em ti” será réu diante da Suprema Corte. E quem lhe disser: “Tu és insano” será réu do fogo do Inferno.
Pois qualquer que entristece o espírito de seu irmão é culpado de grave pecado.
Portanto, se estiveres apresentando a tua oferta no altar, e aí te lembrares de que teu irmão tem alguma coisa contra ti, deixa ali diante do altar a tua oferta, e vai conciliar-te primeiro com teu irmão, e depois vem apresentar a tua oferta.
E nunca te contentes até que possas contemplar teu irmão em amor.
Concilia-te depressa com o teu adversário, enquanto estás no caminho com ele, para que não aconteça que o adversário te entregue ao guarda, e sejas lançado na prisão.
Verdadeiramente eu te digo que, de maneira nenhuma sairás dali enquanto não pagares o último centavo.

[5]Ouvistes que foi dito: Não adulterarás.
Eu vos digo ainda que todo aquele que olhar para uma mulher para a cobiçar, já em seu coração cometeu adultério com ela.
Se o teu olho direito te faz tropeçar, arranca-o e lança-o de ti. Pois te é melhor que se perca um dos teus membros do que seja todo o teu corpo lançado no Inferno. E, se a tua mão direita te faz tropeçar, corta-a e lança-a de ti. Pois te é melhor que se perca um dos teus membros do que vá todo o teu corpo para o Inferno.

[6]Também foi dito: Quem repudiar sua mulher, dê-lhe carta de divórcio.
Eu vos digo ainda que todo aquele que repudia sua mulher, a não ser por causa de infidelidade, é ele quem comete adultério contra ela.
E ele também comete adultério se alguém se casar com a repudiada.

[7]Da mesma forma, ouvistes que foi dito aos antigos: Não jurarás em falso pelo Meu Nome, mas cumprirás para com יהוה os teus votos.
Eu vos digo ainda que de maneira nenhuma jureis em vão, nem pelo céu, porque é o trono do Deus, nem pela terra, porque é o escabelo de seus pés, nem por Jerusalém, porque é a cidade do grande Rei. Nem jures pela tua cabeça, porque não podes tornar um só cabelo branco ou preto.
Seja, porém, o vosso discurso: Sim, sim. Não, não. Pois o que passa daí, vem de um maligno.

[8]Ouvistes que foi dito: Olho por olho, e dente por dente.
Eu vos digo ainda que não resistais ao homem mau, mas a qualquer que te bater na face direita, oferece-lhe também a outra. E ao que quiser pleitear contigo, e tirar-te a túnica, larga-lhe também a capa.
E, se qualquer te obrigar a caminhar mil passos, vai com ele dois mil.
Dá a quem te pedir, e não voltes as costas ao que quiser que lhe emprestes.

[9]Ouvistes que foi dito: Amarás ao teu próximo, e odiarás ao teu inimigo.
Eu vos digo ainda: Amai aos vossos inimigos, e orai pelos que vos perseguem, para que vos torneis filhos do vosso Pai que está nos céus, porque Ele faz nascer o seu sol sobre maus e bons, e faz chover sobre justos e injustos.
Pois, se amardes aos que vos amam, que recompensa tereis? Não fazem os transgressores também o mesmo? E, se pedirdes pela paz somente dos vossos irmãos, que fazeis demais? Não fazem os pagãos também o mesmo?
Sede vós, pois, perfeitos, como é perfeito o vosso Pai celestial.

[10]Guardai-vos de dar esmolas diante dos homens, para serdes vistos por eles, de outra sorte não tereis recompensa junto ao vosso Pai, que está nos céus.
Quando, pois, deres esmola, não faças tocar trombetas diante de ti, como fazem os hipócritas nas Igrejas e nas ruas, para serem glorificados pelos homens.
Verdadeiramente eu vos digo, que já receberam a sua recompensa.
Mas, quando tu deres esmola, não saiba a tua mão esquerda o que faz a direita, para que a tua esmola fique em secreto. E teu Pai, que vê em secreto, te recompensará.

[12]Quando jejuardes, não vos mostreis contristados como os hipócritas, porque eles desfiguram os seus rostos, para que os homens vejam que estão jejuando.
Verdadeiramente eu vos digo, que já receberam a sua recompensa.
Tu, porém, quando jejuares, unge a tua cabeça, e lava o teu rosto, para não mostrar aos homens que estás jejuando, mas secretamente a teu Pai.
E teu Pai, que vê em secreto, te recompensará.

[11]E, quando orardes, não sejais como os hipócritas, pois gostam de orar em pé nas Igrejas, e às esquinas das ruas, para serem vistos pelos homens.
Verdadeiramente eu vos digo, que já receberam a sua recompensa.
Mas tu, quando orares, entra no teu quarto e, fechando a porta, ora a teu Pai em segredo. E teu Pai, que vê em secreto, te recompensará.
E, orando, não useis de vãs repetições, como os pagãos, porque pensam que pelo seu muito falar serão ouvidos. Não vos assemelheis, pois, a eles, porque o vosso Pai sabe o que vos é necessário, antes de vós o pedirdes.
Portanto, orai vós deste modo:
Pai nosso que estás nos céus, santificado seja o Teu nome
Venha o Teu Reino, seja feita a Tua vontade, assim na terra como no céu
O pão nosso de amanhã, dá-nos hoje
E perdoa-nos as nossas ofensas, assim como nós também temos perdoado aos que nos ofendem
E não permitas que entremos em tentação
E livra-nos de todo o mal.
Porque teu é o Reino e o poder, e a glória, para sempre,
Amém
Porque, se perdoardes aos homens as suas ofensas, também o vosso Pai celestial vos perdoará. Se, porém, não perdoardes aos homens, tampouco o vosso Pai perdoará suas ofensas.

[13]Não ajunteis para vós tesouros na terra, onde a traça e a ferrugem os consomem, e onde os ladrões minam e roubam. Mas ajuntai para vós tesouros no céu, onde nem a traça nem a ferrugem os consomem, e onde os ladrões não minam nem roubam.
Porque onde estiver o teu tesouro, aí estará também o teu coração.

[18]Não pendure brincos em cães, nem lance aos porcos as suas pérolas, para não acontecer que as pisoteiem e, voltando-se, vos despedacem.

[15]Ninguém pode servir a dois Senhores, porque ou há de odiar a um e amar o outro, ou há de dedicar-se a um e desprezar o outro. Não podeis servir ao Deus e ao dinheiro.
Por isso vos digo: Não estejais ansiosos quanto à vossa vida, pelo que haveis de comer, ou pelo que haveis de beber. Nem, quanto ao vosso corpo, pelo que haveis de vestir. Não é a vida mais do que o alimento, e o corpo mais do que o vestuário?
Olhai para as aves do céu, que não semeiam, nem ceifam, nem ajuntam em celeiros e o vosso Pai celestial as alimenta. Não valeis vós muito mais do que elas?
Ora, qual de vós, por mais ansioso que esteja, pode acrescentar um côvado à sua estatura?
E pelo que haveis de vestir, por que andais ansiosos? Olhai para os lírios do campo, como crescem. Não trabalham nem fiam, contudo vos digo que nem mesmo Salomão em toda a sua glória se vestiu como um deles.
Pois, se o Deus assim veste a erva do campo, que hoje existe e amanhã é lançada no forno, quanto mais a vós, homens de pouca fé?
Portanto, não vos inquieteis, dizendo: Que havemos de comer? Ou: Que havemos de beber? Ou: Com que nos havemos de vestir? A todas estas coisas os pagãos procuram, mas o vosso Pai celestial sabe que precisais de tudo isso.
Buscai primeiro o Reino do Deus e a Sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas.
Não vos inquieteis, pois, pelo dia de amanhã, porque o dia de amanhã cuidará de si mesmo. Basta a cada dia o seu mal.

[19]Pedi, e dar-se-vos-á.
Buscai, e achareis.
Batei e abrir-se-vos-á.
Pois todo o que pede, recebe.
E quem busca, acha.
E ao que bate, abrir-se-lhe-á.
[21]Ou qual dentre vós é o pai que, se seu filho lhe pedir pão, lhe dará uma pedra?
Ou, se lhe pedir peixe, lhe dará uma serpente?
Se vós, pois, sendo maus, sabeis dar boas dádivas aos vossos filhos, quanto mais o vosso Pai, que está nos céus, dará boas coisas aos que a Ele buscarem e pedirem?
[20]Aquele que busca não cessará até que encontre, e tendo encontrado, se maravilhará, e tendo se maravilhado, reinará, e tendo reinado, descansará.

[28] Em verdade, verdadeiramente eu vos digo que, se tiverdes fé e não duvidardes, não só fareis o que foi feito à figueira(Mateus 21:19), mas até, se a este monte disserdes: Ergue-te e lança-te no mar, isso será feito. E tudo o que pedirdes em oração e com confiança, recebereis.

[24]Guardai-vos dos falsos profetas, que vêm a vós disfarçados em ovelhas, mas interiormente são lobos devoradores. Pelos seus frutos os conhecereis. Colhem-se, por acaso, uvas dos espinheiros, ou figos dos abrolhos? Assim, toda árvore boa produz bons frutos, porém a árvore má produz frutos maus. Uma árvore boa não pode dar maus frutos, nem uma árvore má dar frutos bons.
Toda árvore que não produz bom fruto é cortada e lançada no fogo.
Portanto, pelos seus frutos os conhecereis.

[23]Entrai pela porta estreita, porque larga é a porta, e espaçoso o caminho que conduz à perdição, e muitos são os que entram por ela. E porque estreita é a porta, e apertado o caminho que conduz à vida:, e poucos são os que a encontram.

[25]Nem todo o que me diz: meu Senhor, meu Senhor! entrará no Reino dos Céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus, esse entrará comigo no Reino dos Céus.
Muitos me dirão naquele dia: meu Senhor, meu Senhor, não profetizamos nós em Teu nome? E em teu nome não expulsamos demônios? E em teu nome não fizemos muitos milagres?
Então lhes direi claramente: Nunca vos conheci. Se vós vos unirdes a mim, em meu próprio seio, e não cumprirdes os meus mandamentos, eis que vos expulsarei e direi a vós: apartai-vos de mim, vós que praticais a transgressão à Lei de Deus.

[32]Ao lavar os pés dos apóstolos: Em verdade, verdadeiramente eu vos digo: Não é o servo maior do que o seu Senhor, nem o enviado maior do que aquele que o enviou.
Se sabeis estas coisas, benditos sois se as praticardes.

[33] Um novo mandamento vos dou: que vos ameis uns aos outros, assim como eu vos amei a vós, que também vós vos ameis uns aos outros.

[34]Crede-me que estou no Pai, e que o Pai está em mim. Crede ao menos por causa das mesmas obras.
Em verdade, verdadeiramente eu vos digo: Aquele que crê em mim, esse também fará as obras que eu faço, e as fará maiores que estas, porque eu vou para o Pai; e tudo quanto pedirdes em meu nome, eu o farei, para que o Pai seja glorificado no Filho.

[35]Eu sou a videira verdadeira, e meu Pai é o viticultor.
Toda vara em mim que não dá fruto, ele a corta.
E toda vara que dá fruto, ele a limpa, para que dê mais fruto.
Vós já estais limpos pela palavra que vos tenho falado.
Permanecei em mim, e eu permanecerei em vós.
Como a vara de si mesma não pode dar fruto, se não permanecer na videira, assim também vós, se não permanecerdes em mim.
Eu sou a videira, vós sois as varas. Quem permanece em mim e eu nele, esse dá muito fruto, porque sem mim nada podeis fazer.

[36]A vida eterna é esta: que te conheçam a ti, como o único Deus verdadeiro, e a Jesus, o Messias, aquele que tu enviaste

[26]Todo aquele, pois, que ouve estas minhas palavras e as põe em prática, será comparado a um homem prudente, que edificou a casa sobre a rocha. E desceu a chuva, correram as torrentes, sopraram os ventos, e bateram com ímpeto contra aquela casa, contudo não caiu, porque estava fundada sobre a rocha.
Mas todo aquele que ouve estas minhas palavras, e não as põe em prática, será comparado a um homem insensato, que edificou a sua casa sobre a areia. E desceu a chuva, correram as torrentes, sopraram os ventos, e bateram com ímpeto contra aquela casa, e ela caiu, e grande foi a sua queda.

01020304